sábado, 23 de outubro de 2010

23-10-2010

Te escrevo porque hoje é seu aniversário. Escrevo, mas na verdade gostaria de estar ao seu lado desejando todas essas coisas boas que sempre desejam em nossos aniversários e também no natal e também no ano novo. E também. Também gostaria de estar ao seu lado nessas e outras datas. Como quando você se formar e for gente adulta. Embora eu já te ache tão adulta pra quem daqui a pouco completa apenas dezenove anos. E acho algumas outras coisas sobre você. Mas achar é tão pouco, é ver de longe e não saber dizer se é de fato ou não. Porque eu não teria trinta e três coisas randômicas pra dizer sobre você, mas eu gostaria de ter muito mais. Eu gostaria muito de um dia te encontrar por aí ou por aqui, tanto faz. Simplesmente te encontrar. Te reconhecer pelo cabelo que algum dia vi alguém escrever que é estranho, mas que eu acho puro estilo. Te reconhecer pela tatuagem. Simplesmente te reconhecer e te convidar pra sentar em qualquer lugar com uma boa sombra. E então te conhecer através de uma conversa sobre seus filmes, suas canções, seus textos. Te conhecer através do silêncio. Do brilho no olhar. Do sorriso no lábio. E te contar um pouco sobre minha vida. Te contar sobre quando assisti Amélie e fiquei o tempo todo e o resto do dia pensando em você ou sobre quando escuto Tiê e me lembro de você me apresentando músicas dela em uma das nossas conversas através de uma tela de computador. Nossas conversas do verão passado que pareciam intermináveis e que agora eu sinto falta. É, sinto falta. Porque era como se eu estivesse aí ou você aqui, conversando bobagens. Mas como eu disse no começo agora eu só gostaria de estar ao seu lado e te desejar coisas boas como um pouco mais de tranqüilidade pra levar a vida. E simplicidade. E amores. E amizades. E sonhos. E planos. Encontros. Recordações. E sorrisos. Risos. Abraços. E tudo. Tudo que eu não saberia dizer olhando pra você porque nunca fui boa em desejar feliz aniversário e que agora eu não sei expressar escrevendo. Tomando conta de tudo que sinto agora – porque o fundo é muito pouco – te desejo dias de felicidade plena, porque um sorriso seu deve ser lindo. É, deve ser.

Por fim, se cuide.

Eu me cuidarei.

‘Remember me when you're the one you always dreamed…’

(Camila Aguilera)

0 comentário(s):