segunda-feira, 31 de outubro de 2011

01 de Novembro de 2011

Ao som de Generator First Floor - Freelance Whales:


Novembro começou meio frio. E enquanto eu faço um leve movimento apenas para alcançar a caneta e anotar em um papel que ouvi repetidas vezes a mesma canção enquanto eu sinto crescer dentro de mim algo que não tem nome enquanto eu olho para quatro folhas que mostram tentativas inúteis de escrever qualquer coisa enquanto eu estou sentindo todos estes sentimentos que continuam indecifráveis enquanto o tempo passa e a vida continua lá fora enquanto a vida continua aqui dentro de mim, coração batendo, sangue correndo, lágrimas querendo escorrer pelo meu rosto sem motivo aparente enquanto penso se grito e acabo com o quase silêncio da noite que apenas é quebrado pela canção que toca insistentemente enquanto eu pisco os olhos e nada ao meu redor muda, só o tempo que enquanto passa me faz concluir que estou realmente sentindo algo muito grande que vai assim sendo passado pelo papel, mas não fica e enquanto a melodia cresce de maneira sutil meu coração dispara sem eu entender o motivo e então concluo, sem poder fazer nada com relação a isso, que não sei o que sinto embora seja enorme e esteja dentro de mim enquanto eu mal respiro e a canção se repete uma outra vez.


Por Camila Aguilera

1 comentário(s):

Brojato disse...

Gostei, passando pra deixar um oi, abraços.